LINGUÍSTICA

Chamada aberta até o dia 30/09 de 2022

 

Temática/tema: Discurso de resistência e literatura popular: diálogos e possibilidades

Organizadora:

Prof.ª Me. Fátima Ingrid Bezerra Bonfim (IFCE)

Lattes: http://lattes.cnpq.br/1754199573724039

resumo:

A chamada para publicação de capítulo de livro aceitará artigos acadêmicos voltados para a análise de textos literários populares sob a égide da análise do discurso. De modo específico, serão aceitos artigos que englobam a resistência social em seu escopo. A literatura popular é originária da tradição oral, passando a ser cristalizada na escrita posteriormente. Dessa forma, o recorte classe social atravessa a produção, recepção e compreensão de textos literários de cunho popular (CASCUDO, 1968). Visto que a manifestação literária é uma ferramenta identitária e de natureza reflexiva, os escritos populares, em prosa ou em poesia, constituem um meio pertinente de resistência e de luta por justiça social. A fim de explorar essa potência e denúncia social, quanto ao aspecto metodológico, toma-se como base a premissa de Foucault (1979) ao relacionar discursos às relações de poder no corpo social.
Diante disso, serão aceitos artigos acadêmicos que tenham como aporte analítico as seguintes vertentes:
a) Análise de Discurso Pêcheutiana;
b) Análise do Discurso Contemporânea;
c) Análise de Discurso Crítica; ou
d) Análise Dialógica do Discurso.

Referência:

CASCUDO, Luís da Câmara. Vaqueiros e cantadores. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, 1968.
FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Organização e tradução de Roberto Machado. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1979.

Previsão para publicação: 90 dias após encerrar a chamada.

Os trabalhos deverão ser enviados para o e-mail bordogrena@editorabordogrena.com contendo no campo "assunto" o tema para o qual o estudo será submetido.

Consulte as normas de publicação.

Chamada aberta até o dia 31/10 de 2022

 

Temática/tema: Português como Língua Adicional na UNILAB

Organizadoras:

Gislene Lima Carvalho (UNILAB)

Lattes:  http://lattes.cnpq.br/4083949611178429

Kaline Araujo Mendes de Souza (UNILAB)

Lattes:  http://lattes.cnpq.br/4580218960894747

resumo:

A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira – UNILAB, cujos campi se localizam nos estados do Ceará e da Bahia, tem como parte de seu projeto a cooperação para a formação de estudantes provenientes dos países de língua oficial portuguesa, nomeadamente Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Nesse contexto, nesta obra serão aceitos trabalhos que apresentem reflexões e/ou proponham ações na área de Português como Língua Adicional, a partir da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira. Podem submeter artigos docentes, discentes e egressos da instituição.

Previsão para publicação: 90 dias após encerrar a chamada.

Os trabalhos deverão ser enviados para o e-mail bordogrena@editorabordogrena.com contendo no campo "assunto" o tema para o qual o estudo será submetido.

Consulte as normas de publicação.

Chamada aberta até o dia 31/10 de 2022

Temática/tema: O que pode a Linguística de Corpus? (Série Potencialidades, Volume 1)

Organizadores:

Mateus Emerson de Souza Miranda (Doutorando - Mary Immaculate College, University of Limerick)

Lattes:  http://lattes.cnpq.br/4219342820182875

Giovani Carlos Santos (Doutorando - Mary Immaculate College, University of Limerick)

Lattes:  http://lattes.cnpq.br/8509666129837419

Profa. Dra. Flávia Colen Meniconi (UFAL)

Lattes:  http://lattes.cnpq.br/8299342638695738

resumo:

A Linguística de Corpus (LC), campo ainda considerado novo no Brasil, tem aplicações para os estudos em Linguística Teórica e Aplicada, possibilitando investigações empíricas através de dados autênticos orais ou escritos, coletados sob critérios rígidos de design. O escopo da LC abrange subáreas de pesquisas como: estudos em análise do discurso, semânticos, pragmáticos, sintáticos, sociolinguísticos, tradutológicos, lexicográfico, ensino e aprendizagem de línguas, entre outros. Nesse contexto de possibilidades diversas, o objetivo desta proposta visa reunir em textos inéditos discussões sobre as interfaces da LC e seus desafios. Serão aceitos textos de pesquisas já concluídas de caráter teórico-empírico, relatórios de pesquisa em andamento, e revisões da literatura.

Previsão para publicação: 90 dias após encerrar a chamada.

Os trabalhos deverão ser enviados para o e-mail bordogrena@editorabordogrena.com contendo no campo "assunto" o tema para o qual o estudo será submetido.

Consulte as normas de publicação.

Chamada aberta até o dia 31/10 de 2022

Temática/tema: Teorias pragmáticas e ensino de Língua Portuguesa: diálogos possíveis

Organizador:

Prof. Dr. Marcos Antônio da Silva (IFAL)

Lattes:  http://lattes.cnpq.br/4104557986540127

resumo:

A partir da segunda metade do século XX, com a guinada linguística, os estudos teóricos sobre a língua passaram a dar um novo enfoque ao uso da linguagem, a saber: a linguagem como um processo de interação. Para além dessa nova perspectiva, as teorias pragmáticas direcionaram seus olhares para as questões que envolvem os usuários da língua, as intencionalidades e os contextos de produção de recepção de textos. Considerando todas essas transformações no que diz respeito à nova concepção de linguagem, este livro, intitulado “Teorias pragmáticas e ensino de Língua Portuguesa: olhares possíveis”, busca congregar textos que dialoguem com as diversas abordagens pragmáticas e suas relações com o trabalho em sala de aula, no tocante ao ensino de língua materna. Serão aceitos textos que discutam questões como: as Máximas conversacionais de Grice, Teoria da polidez, Dêixis, Atos de fala, Modalização linguística, Pressupostos linguísticos, Subentendidos e pesquisas sobre Leitura, Produção e análises de gêneros textuais/discursivos, desde que sob um viés pragmático.

Previsão para publicação: 90 dias após encerrar a chamada.

Os trabalhos deverão ser enviados para o e-mail bordogrena@editorabordogrena.com contendo no campo "assunto" o tema para o qual o estudo será submetido.

Consulte as normas de publicação.

Chamada aberta até o dia 31/10 de 2022

Temática/tema: A linguagem e suas linguísticas: aquisição, interação e ensino

Organizador:

Prof. Dr. Wendell Lessa Vilela Xavier  (IFNMG)

Lattes: http://lattes.cnpq.br/8380912210827560

resumo:

O problema da aquisição, da interação e dos efeitos de sentido provocados pelo uso da linguagem, seja icônico ou verbal, são continuamente objetos de discussão no meio acadêmico, uma vez que a linguagem é a manifestação mais humana de que se tem conhecimento. A linguagem sobrevive a todas as crises e alterações. Ela se reinventa à medida que é colocada sob novos desafios. Edward Sapir (1971:33) afirma que a linguagem é o contorno do pensamento, do que se conclui, portanto, que não é possível pensamento sem linguagem, embora haja linguagem sem pensamento, mas não o inverso. Para se constituir sentido é imprescindível haver um instrumento para isso. Em tempos de pandemia, são vários e novos os instrumentos instituídos para a interação. A linguagem permanece em todos esses instrumentos porque ela entrega ao pensamento suas classificações e formas e suas maneiras de existir. A presente proposta tem por objetivo reunir trabalhos que recorram à análise de estudiosos clássicos da linguagem e da linguística, como Edward Sapir (1971), Leonard Bloomfield (1933), Noam Chomsky (2002), Michael Halliday (1975), a abordagens sobre a linguagem escrita, como Ingedore Koch (1992), às relações de aquisição da linguagem, como em Jaime Luiz Zorzi (2002), e às novas perspectivas da linguística aplicada, como em Albert Weideman (2020) com a finalidade de apontar, sob a dinâmica da Proposta para organização de livro Editora Bordô Wendell Lessa Vilela Xavier Rua Ellis Chamone, 138 – Cristo Rei – Montes Claros – MG – 39.402-562 (38) 3214.2556 – (38) 9.9812.8587 multidisciplinaridade, aspectos teórico-metodológicos e novas perspectivas pedagógicas e instrumentais de diversos modelos e dos consequentes efeitos de sentido possíveis que possam contribuir com as novas formas de ensino. A necessária interação para manifestação linguística e os diversos efeitos de sentido a partir dessas interações é um dos aspectos a ser devidamente explorados, especialmente nos campos da educação e ensino de língua. As várias comunidades linguísticas e suas peculiaridades, especialmente em tempos de isolamento social e pandemia, bem como as questões relacionadas aos distúrbios observados na escrita nos fazem hipotecar a relevância do papel da linguística no dia a dia das escolas.

Palavras-chave: Linguagem; Interação; Aquisição; Ensino; Efeitos de sentido.

Público: Linguistas e pesquisadores do campo das Ciências Humanas e Sociais.

Previsão para publicação: 90 dias após encerrar a chamada.

Os trabalhos deverão ser enviados para o e-mail bordogrena@editorabordogrena.com contendo no campo "assunto" o tema para o qual o estudo será submetido.

Consulte as normas de publicação.

Chamada aberta até o dia 31/10 de 2022

Temática/tema: Ensino de português em tempos de pandemia: ressignificando práticas

Organizador:

Anderson da Silva Ribeiro

Doutor em letras/UERJ e Mestre em Linguística aplicada/UFRJ.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/4796426412562246

Resumo:

Desde a virada discursiva do século XX para o XXI, pesquisas e documentos ganharam voz no Ensino de língua materna. Orientou-se que o texto fosse objeto de ensino nas aulas de português, o que foi fortemente acentuado com a publicação dos Parâmetros
Curriculares Nacionais de Língua Portuguesa (BRASIL, 1997) até esforços que resultaram na Base Nacional Comum Curricular (2017). A escola reinventa-se e ressignifica-se com debates sobre gêneros discursivos e sequências didáticas. A ideia é preencher as lacunas do alunado por meio de atividades epilinguísticas. O mundo da gramática passa a ser visto absorvido pelo mundo do fazer linguístico quando escrevemos, lemos, falamos (NEVES, 2018, p. 18). Uma urgência instaurou-se no cenário epistemológico: a prática de ensino on-line. Parece que tudo se agravou. O professor teve de se valer da sua característica “camaleônica” nem sempre pacífica. Com a pandemia, o ensino a distância impôs-se como única possibilidade de canal. Educadores das diversas partes do país viram-se na condição de rever conceitos e preconceitos e privilegiar, ao menos, por hora, gêneros discursivos digitais. A tecnologia tornou-se mais um entrave para o professor da modalidade presencial quando não deveria. A tecnologia deve ser utilizada a serviço da (nova) escuta, da leitura, da produção de textos orais e escritos. Serão aceitos trabalhos e relatos de experiência de educadores de língua materna de todo país (mestrandos; mestres; doutorandos; doutores), cujas reflexões dialoguem com o cenário contemporâneo.

Previsão para publicação: 90 dias após encerrar a chamada.

Os trabalhos deverão ser enviados para o e-mail bordogrena@editorabordogrena.com contendo no campo "assunto" o tema para o qual o estudo será submetido.

Consulte as normas de publicação.

Chamada aberta até o dia 31/12 de 2022

Temática/tema:  Linguística Aplicada e Língua Portuguesa

Organizadora:

Profa. Dra. Maria João Marçalo  (Docente na Universidade de Évora, Portugal. Idealizadora e criadora, com Maria Célia Lima Hérnandes, do evento Simpósio Mundial de Estudos de Língua Portuguesa. Participou na organização do I e do II SIMELP (São Paulo USP, e Évora, UÉvora). Foi diretora do Doutoramento em Linguística na Universidade de Évora de 2013 a 2020  e presidente da Associação Internacional de Linguística do Português de 2021 a 2024)

Lattes:  http://lattes.cnpq.br/4594201000955907

resumo:

Nesta obra pretende-se construir um espaço de reflexão epistemológica e metodológica sobre a Linguística Aplicada , o ensino-aprendizagem da Língua Portuguesa no mundo, em diferentes cenários educativos e sobre as questões pertinentes para os estudos de língua portuguesa a nível de formação de professores, a nível de graduação e de pós-graduação na CPLP, ou seja, na Comunidade dos países de Língua Portuguesa,:Angola, Brasil, Cabo-Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São-Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Público alvo: Docentes e investigadores de Língua Portuguesa dos vários países onde a mesma é alvo de ensino e de pesquisas. Pesquisadores de línguas pluricêntricas, pesquisadores de Linguística Aplicada, professores formadores de professores dos diferentes graus de ensino.

Palavras-chave: Língua Portuguesa, Linguística Aplicada, ensino-aprendizagem, Português língua pluricêtrica

Previsão para publicação: 90 dias após encerrar a chamada.

Os trabalhos deverão ser enviados para o e-mail bordogrena@editorabordogrena.com contendo no campo "assunto" o tema para o qual o estudo será submetido.

Consulte as normas de publicação.

Chamada aberta até o dia 31/12 de 2022

 

Temática/tema: Revisitando Saussure e Benveniste: diálogos e perspectivas à luz dos novos manuscritos

Organizador:

Jomson Teixeira da Silva Filho  (Mestre e Doutor em Letras e Linguística - UFAL)

Lattes: http://lattes.cnpq.br/1560074891655247

resumo:

Ferdinand de Saussure ficou conhecido como o pai da linguística moderna. Essa fortuna se deve à sua obra póstuma, Curso de Linguística Geral, livro editado por seus discípulos em 1916 a partir dos cadernos dos alunos que participaram dos cursos ministrados pelo mestre genebrino na Universidade de Genebra entre os anos de 1907 e 1911. Essa obra estabelece o “corte epistemológico” ao eleger a língua como objeto da linguística, a partir de então, dita científica. Entretanto, o aparecimento dos manuscritos saussurianos no final do século XX e publicados em português em 2004 sob a edição de Bouquet e Engler, os Escritos de Linguística Geral, assim como o centenário da morte de Saussure em 2013 e da publicação do Curso em 2016, fizeram com que muitos pesquisadores retornassem à teorização saussuriana com intuito de rediscutir, ampliar e até contrapor o Curso e os manuscritos saussurianos. Algo semelhante parece acontecer com Benveniste. Considerado por Arrivé (1997) como o linguista francês mais influente do século XX, é conhecido principalmente pela publicação dos dois volumes de seus Problemas de Linguística Geral que reúne artigos escritos entre 1939 e 1964, especificamente sobre a rubrica de pai da Teoria da Enunciação. Assim como acontece com Saussure, a publicação de seus manuscritos suscita um retorno ao pensamento de Benveniste para além da enunciação, tocando questões mais gerais da linguística, como a escrita por exemplo, a partir da publicação, em 2012, de Jean-Claude Coquet e Irène Fenoglio de suas Últimas aulas no Collège de France (1968 e 1969) traduzida para o português em 2014. Nesse contexto, entendendo Benveniste como epistemologicamente ligado a Saussure, esta obra se propõe a reunir textos de pesquisadores que abordem questões relacionadas a esses dois autores, seja em conjunto, seja em separado, no tocante às suas teorizações sobre língua, sobre a linguagem e sobre a ciência linguística a partir de seu objeto e método.

Palavras-chave: Benveniste. Língua. Linguagem. Linguística. Saussure.

Referência:

SWIGGERS, Pierre. Linguistic historiography: a metatheoretical synopsis. In: Todas as letras.  v. 19, n. 2, 2017. p. 73-96.

Previsão para publicação: 90 dias após encerrar a chamada.

Os trabalhos deverão ser enviados para o e-mail bordogrena@editorabordogrena.com contendo no campo "assunto" o tema para o qual o estudo será submetido.

Consulte as normas de publicação.